BarbadasRede de viagens

01.01.2007

Tudo sobre San Pedro de Atacama

Para você que pretende conhecer no Chile o Deserto de Atacama, aqui vão algumas barbadas que seguem desde o aeroporto, em Santiago, capital do país, até os gêisers no deserto.

Ao aterrizarmos no Chile, podemos fazer o câmbio do dólar para a moeda local antes mesmo do serviço de imigração e, logo após esta, já temos a nossa disposição, um quiosque da Sernatur, instituição do governo com funcionários habilitados que fornece todo tipo de informação turística a respeito do país. Seguimos até o terminal terrestre de Santiago, local onde tomamos um ônibus (sugiro a empresa Tur Bus) até Calama, distante cerca de 24h da capital, exigindo um tipo de transporte com acomodação mais confortável. A empresa que citei dispõe de 4 classes de veículos. Fiz o trajeto na classe “salon cama” no qual recebi, já incluído no valor do ticket, café da manhã, almoço e janta.

Quando chegamos a Calama deve-se pegar um outro ônibus e seguir um pequeno trecho de 1h até San Pedro de Atacama, cidade base para quem deseja conhecer o deserto, que além de ser uma cidade facílima de circular e encontrar tudo que se precisa, ainda dispõe de uma gama imensa de hospedagem que vão do mais simples hostal até o equivalente a um hotel 5 estrelas.

As atrações no deserto são as mais diversas e podem ser conhecidas através de expedições diárias contratadas nas várias agências espalhadas por San Pedro. Uma dica é comprar um pacote com 3 dias de atividades pois este geralmente engloba as principais atrações, com direito a transporte desde o seu hotel, refeições, guias bem preparados. Entre as agências indico a Cosmo Andino.

Existem também outros fatores que são de grande importância para quem pretende adentrar o deserto, como sempre levar no mínimo uma garrafa grande de água sem gás, um bloqueador solar, calçados usados de cano alto para evitar a entrada tanto de areia quanto do frio, óculos de sol e chapéu.

Para os que pretendem conhecer os gêisers, atração imperdível, aconselho comer somente algo bem leve na noite anterior e evitar bebidas alcoólicas. Os gêisers se situam a mais de 3.000 metros de altitude e os menos prevenidos podem vir a sentir na pele os efeitos do amanhecer gelado nas alturas.

Ao fazer sua mochila ou mala lembre-se que no deserto também faz frio e um suprimento adequado de agasalhos é fundamental para todo viajante. E como toda viagem pede uma lembrança, não deixe de entrar nas lojinhas pelas ruas de San Pedro em busca de algo que simbolize a sua ida ao Atacama nem que seja um simples postal.

Alvaro Santos

Compartilhe por aí

Sobre o autor

Rolar para cima