BlogAmérica do SulContinentesViajantes Colaboradores

10.10.2016

10 dicas sobre a Ruta Nacional 3, na Argentina

Ruta 3, estrada que liga Buenos Aires a Ushuaia | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro
Ruta 3, estrada que liga Buenos Aires a Ushuaia | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro

 

Para os brasileiros que querem desbravar a Argentina de carro, os 3.060 Km da Ruta 3 são sinônimo de aventura. A Ruta 3 começa em Buenos Aires, atravessa toda a porção leste da Patagônia e termina em Ushuaia, a cidade mais austral da América. Apesar de ser considerada uma estrada plana e com poucas curvas, o que geralmente garante uma tranquilidade ao motorista, aqui seguem 10 dicas para aproveitar mais a sua viagem.

 

 

1. Quilometragem das placas

Durante todo o trajeto reparamos que o número de quilometragem mudava nas placas. Uma placa mostrava Puerto Madryn a 100 km, por exemplo, e depois de cinco quilômetros rodados, a placa se repetia. Mas isso não altera muito a quilometragem final.

 

2. Fila nos postos

Não sei se foi por causa da época de férias (dezembro e janeiro), mas praticamente todos os postos de gasolina possuíam filas para abastecer. Por sorte, o maior tempo que esperamos foi 30 minutos. Mas fiquei sabendo que algumas pessoas esperaram horas para encher o tanque.

 

3. Mapa rodoviário

O mais interessante de possuir um mapa físico é, além de saber quais são as distâncias e onde estão os postos de gasolina, poder ver o que acontece ao redor das cidades que você está passando. Adquirimos um mapa rodoviário da Patagônia que foi muito útil. Não utilizamos GPS e não nos perdemos.

 

A Ruta 3 muda de nome conforme passa por certas cidades. Atenção! | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro
É possível viajar pela Ruta 3 sem GPS, apenas com mapa rodoviário | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro

 

4. Wi-fi nos postos

A maioria de postos que passamos possuem wi fi gratuito, especialmente se localizados próximos de grandes cidades.

 

5. Preço da gasolina 

Basicamente encontramos duas marcas de postos (YPF e Petrobras), e o YPF foi o mais barato durante todo o trajeto. Em algumas cidades, o preço se iguala, mas em nenhum momento o YPF é mais caro. Saiba que muitos postos, especialmente em cidades do interior, só aceitam dinheiro vivo (chamados de efectivo, em espanhol).

 

6. Mudança no nome da estrada

Como a rodovia passa por dentro de diversas cidades, a Ruta 3 adquire novos nomes. Basta seguir as placas, o GPS, o mapa e prestar muita atenção.

 

Um bom lembrete | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro
Um bom lembrete | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro

 

7. Cautela no rípio

O rípio nada mais é do que uma estrada de terra com pedras que escondem seus buracos. Vá devagar e, se possível, escolha fazer esse trajeto durante o dia. Ah! As estradas de rípio estão identificadas no mapa rodoviário e são passagens obrigatórias para quem vai a Ushuaia.

 

8. Água quente nos postos de gasolina

Por causa do mate argentino, os postos de gasolina oferecem água quente. É uma máquina que libera a água necessária depois que você coloca o valor indicado em moeda. Se não gostar de mate (ou de chimarrão), pode ser uma boa opção para um chazinho na estrada ou mesmo para matar a fome com um macarrão instantâneo. 😉

 

9. Farol aceso

Além de precisar de um cambão, um triângulo extra (isso mesmo, dois triângulos!) e um cabo de aço, é obrigatório andar com farol aceso durante todo o dia – é regra no país. Acrescente aí também a obrigatoriedade da Carta Verde (seguro obrigatório para terceiros). Eu ainda indico a extensão de perímetro do seu seguro. Sabe como é, seguro é aquele negócio, morreu de velho!

 

10. Estradas em boas condições

Apesar do número baixo de pedágios, o que geralmente indica estradas mal cuidadas, essa facilidade argentina contribui para uma viagem tranquila. Aproveite esse benefício e o fato de haver poucas curvas para ter certeza de que seu trajeto terá sucesso. Só não se esqueça das estradas de rípio, que contribuem para aumentar o tempo de viagem.

 

Paisagem estonteante ao longo da Ruta 3 | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro
Paisagem estonteante ao longo da Ruta 3 | Foto Bruna Cazzolato Ribeiro

Compartilhe por aí

Sobre o autor

4 comentários em “10 dicas sobre a Ruta Nacional 3, na Argentina”

  1. Avatar
    jose carlos capella

    De muita utilidade todas as matérias deste blog. Estou fazendo o planejamento da minha viagem de carro pelo Uruguai, Argentina e Chile. Porque não nos oferecer sobre a Ruta 40 , Carretera Austral e a principal Uruguaia. Parabéns e agradecido.

  2. Avatar
    PAULO ROGERIO BOEIRA DE OLIVEIRA

    Parabéns e obrigado pelas dicas.
    Perguntas:
    1) As estradas de rípio são somente depois de Rio Grande, ou seja, 211 km antes de Ushuaia, ou se intercalam com o asfalto em todo o percurso?
    2) É possível ou seria muito arriscado viajar até Ushuaia sem fazer reservas de hotel antecipadamente?
    3) Gasolina somente nas cidades ou existem postos no meio do nada?
    4) Lanchonetes ou restaurantes existem no meio do nada?
    5) Onde adquiro um Guia da Patagônia aqui no Brasil?
    Muito agradecido. Pretendo fazer essa viagem em 2021.
    Aguardo suas dicas.
    Obrigado e um abração.
    Paulo Rogerio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima