BarbadasRede de viagens

03.07.2009

Dicas de hospedagem e alimentação por cidade

1 – A maior parte dos alojamentos é caro, e não espere café da manhã legal, mas todas as cidades onde estive tinham ao menos um bom supermercado com uma boa variedade de pães, frios, frutas e saladas prontas e embaladas para o consumo. Se você gosta de comida saudável, saiba que isso no Chile é coisa levada muito a sério. Se você vai com dinheiro pra entrar em restaurantes todos os dia, prefira os peruanos. Paga-se caro mas a comida é melhor temperada. Em Santiago, frequente o Cajamarquino da Rua Bandera;
2 – Em São Pedro de Atacama não se hospede nas vias principais porque sai tudo a peso de ouro. Não é necessário ficar junto da maior avenida porque o povoado é pequeno e em qualquer lugar vc estará a passos do centro;
3 – Não deixe de conhecer Antofagasta com sua orla repleta de aves e leões-marinhos;
4 – Em Iquique, faça o passeio dos geoglifos que é o mesmo do oásis. São impressionantes como todo tesouro arqueológico. E fique no Hotel Giani na esquina da Latorre com a Ramirez, um dos poucos baratos do Chile;
5 – Arica tem a melhor culinária e a população mais alegre. Talvez pela proximidade com o Peru.
6 – Se quiser ver neve mas não fizer questão de esquiar, fique em Farellones em vez de Valle Nevado. Sai mais barato, há mais variedade alimentar e é branco e gelado do mesmo jeito;
7 – Em Valparaíso há atrações interessantes nas praças da parte baixa nos fins de semana, incluindo shows e feiras mapuches. Não se limite apenas à parte alta da cidade;
8 – Viña del Mar é cara. Você pode se hospedar em Valparaíso e conhecer Viña em um só dia, já que fica muito perto.

Maria Santos

Compartilhe por aí

Sobre o autor

Rolar para cima