Buraco do Padre: gruta no Paraná

A furna que dá nome ao local | Foto por Neo One Eon

A furna que dá nome ao local | Foto por Neo One Eon

 

Grazi Calazans

 

Além do Parque Estadual de Vila Velha, a região de Ponta Grossa, no Paraná, reserva muitas outras belezas e atrações inusitadas para você conhecer. Uma delas é o Buraco do Padre. Trata-se de um anfiteatro subterrâneo como uma furna (espécie de caverna, gruta), de 430m de altura e 30m de diâmetro.

 

Em seu interior corre o rio Quebra-Perna, formando uma imponente cascata que jorra das paredes a uma altura de 30m. Ela ocorre no cruzamento de falhas geológicas e fraturas que cortam as rochas arenosas.

 

 

Beleza estonteante | Foto por Neo One Eon

A cascata que se forma no interior do Buraco do Padre | Foto por Neo One Eon

 

O lugar possui grande diversidade de fauna e flora, marcada pela beleza cênica de sua cachoeira, proveniente de drenagem subterrânea vinculada à furna e às fendas, formando um pequeno lago com fundo e praia arenosos.

 

No local também são feitas trilhas entre a mata nativa, mas é proibido acampar; também não é aconselhável a prática de escalada, rapel, trekking ou outros esportes que possam degradar o ambiente, que é um dos principais atrativos naturais de Ponta Grossa.

 

 

Muita luz natural | Foto por Grazi Calazans

Muita luz natural | Foto por Neo One Eon

 

Desde 2005, o Buraco do Padre integra o Parque Nacional dos Campos Gerais e é uma Unidade de Conservação. Aqui existem vestígios de artefatos de pedra, cerâmicas e, sobretudo, pinturas rupestres, cuja idade pode ultrapassar os 3.000 anos.

 

Estas pinturas são encontradas nos paredões rochosos da escarpa acima do Buraco do Padre e em alguns abrigos naturais próximos, principalmente no local denominado Sumidouro do rio Quebra-Perna, a cerca de 2 km do Buraco do Padre.

 

O nome – Buraco do Padre – remete às histórias dos Jesuítas nos Campos Gerais. Eles costumavam se refugiar ao alto do platô para meditar e eram observados pelos indígenas ou caboclos.

 

Como chegar

 

Caminhada tranquila rumo ao Buraco do Padre | Foto por Neo One Eon

Caminhada tranquila rumo ao Buraco do Padre | Foto por Neo One Eon

 

O Buraco do Padre fica localizado dentro do Parque Nacional dos Campos Gerais, no distrito de Itaiacoca, a aproximadamente 26 km do centro de Ponta Grossa.

 

Pra quem vai de Curitiba, o trajeto se inicia na BR-376. Antes de entrar na área urbana de Ponta Grossa, vira-se à direita em estrada de terra ao lado da Fábrica da Cargill, nas margens da rodovia, seguindo até encontrar o asfalto da Rodovia do Talco (PR-513).

 

Pra quem já está em Ponta Grossa, o acesso se dá pela Rodovia PR-513. A partir do Campus Uvaranas da UEPG deve-se percorrer 16 km e virar à direita numa estrada não pavimentada. Após 6 km deve-se virar à esquerda para o acesso ao Buraco do Padre.

 

No final da estrada, há um estacionamento. Ali se inicia uma trilha bem marcada de cerca de 1 km, que não apresenta muitas dificuldades, onde parte da caminhada é feita em um bosque. Pode-se acessar a parte de dentro e, por outra trilha, a parte alta, por fora da furna.

 

O que fazer

Depois da tranquila caminhada pelo bosque, a contemplação da beleza estonteante da cascata costuma ser o ponto alto da visita. Pra quem gosta de água gelada, um mergulho é indispensável. Não esqueça de tirar muitas fotografias, os tons magníficos do local costumam ficar bem em qualquer câmera.

 

Cores incríveis que convidam a um mergulho | Foto por Neo One Eon

Cores incríveis que convidam a um mergulho | Foto por Neo One Eon

 

Na volta, antes de chegar a PR-513, você pode fazer uma visita a Adega Porto Brazos, uma loja com degustação de produtos produzidos com amoras silvestres cultivadas na cidade de Ponta Grossa. Uma excelente pedida para o pós-caminhada e para levar presentes saborosos para a família ou amigos.

 

Mais informações

O acesso ao Buraco do Padre não é tão controlado como o Parque de Vila Velha, mas convém certificar-se dos horários de visitação, condições do acesso, etc. A entrada é gratuita e mais informações podem ser obtidas em um dos órgãos:

 

Secretaria Municipal de Turismo (42) 3901-1601

Departamento de Turismo (42) 3901-1607 ou (42) 3901-1601

E-mail: detur-smict@pontagrossa.pr.gov.br

Águia Florestal (42) 3220-2677
E-mail: alvaro@aguiaflorestal.com.br