BarbadasBarbadas e RoubadasRede de viagens

14.02.2002

Buenos Aires

O que não perder na capital
Quem for para Buenos Aires não pode perder a produção teatral disponível na Corrientes. Tem um teatro que fica dentro de uma livraria (Corrientes 1555) onde assisti pecas gratuitamente, no sábado à noite! Do outro lado da Rua tem um enorme teatro onde é possível assistir a superproduções por um ótimo preço (assisti Galileu Gallilei, 3h de duração, por 7 dólares).
– O Albergue V&S (não associado – 16 dólares), muito bem localizado, na Viamonte 887 é excelente, pode-se entrar e sair durante as 24h, a gente fica com a chave do prédio, as instalações são ótimas, tem guarda noturno e estação do subte bem pertinho.
– Quem nunca foi a BsAs, não se preocupe com a internet, pois existem dezenas de lojas/cafés com acesso e muito barato. Na Lavalle é possível conseguir 1/2 hora por U$ 0,50.
– Quem puder esbanjar uma graninha, aconselho o passeio pelo Trem de La Costa (2 dólares). Vá num domingo, depois de passar por San Telmo, e fique o dia inteiro. Aproveite cada parada e, o principal, o final da estação, Delta del Tigre, que fica lindo, divino, ao final do dia. Aproveite para dar uma entradinha no Casino. Não precisa pagar para entrar e dá para olhar todo mundo jogando… pega um copão daqueles, como se fosse apostar. Tem várias meninas distribuindo aqueles copos, elas sabem que as pessoas levam como souvenir. Aproveita, de graça!
– Não perca a visita ao Teatro Colón (50% de desc. com cart. de estudante). Faca reservas antes: visitas@teatrocolong.org.ar.
– Outra dica, é impossível se perder em Buenos Aires, as quadras, ruas, tudo, é altamente organizado e simétrico, consiga um mapinha turístico e não terás problemas. Quando for pegar um ônibus, tenha moedas, pois eles funcionam com maquininhas (não tem cobrador) que só aceita moedas. Troque antes de subir no ônibus!
– E, se não tiver companhia para ir, vá sozinho(a), como eu fui… os argentinos, apesar da propaganda aqui no Brasil, são super simpáticos e, com certeza, você fará amigos por lá. Qualquer coisa, me escreve!

Katemari

Compartilhe por aí

Sobre o autor

Rolar para cima