BarbadasRede de viagens

11.06.2011

BOAS DICAS – Táxi

TÁXI – li muitos comentários contando os perigos dos taxistas e das cédulas falsas. Não vi até agora perigo nenhum, sempre fui muito bem tratado e bem recebido. Taxistas educados, lutadores e batalhadores como qualquer outro ser humano. Muitos deles são imigrantes do interior do país. Nenhuma vez nenhum taxista tentou me enganar fazendo percursos longo e, se o fizesse, eu perceberia, afinal de contas conheço bem a cidade e sua geografia, que é facílima. Com um bom mapa na mão, que te oferecem em qualquer lugar (aliás você acabará jogando fora de tantos mapas que terá), e uma noção de localização, fica tudo mais fácil. Claro que todo cuidado é pouco, mas evite mostrar insegurança e diga o endereço como se hospedasse toda semana lá. Ainda por cima diga que é pertinho da rua tal, esquina com a tal, pra mostrar que sabe bem. Dica: táxi em Buenos Aires é muito barato, só que o metrô é ridículo de barato. Agora estou me acostumando a andar de metrô e se não tiverem troco para te dar, você ainda viaja de graça (eu passei por essa situação semana retrasada), eles são obrigados a ter troco. Olha, se essa moda pegasse aqui em São Paulo… Seria ótimo!

PEPINHO

Compartilhe por aí

Sobre o autor

Rolar para cima