Notícias

11.01.2016

AirBnB revela os bairros que serão tendência para hospedagem em 2016

Rua Khao San, em Banglamphu, Bangkok | Foto por Jason Jones (CC BY-NC-SA 2.0)

 

O AirBnB, site de aluguel por temporada, divulgou os 16 bairros que estarão em alta em termos de hospedagem nesse ano – a lista é baseada no crescimento da procura por reservas nessas áreas ao longo de 2015. Embora bairros de cidades de diferentes continentes figurem na lista, os três primeiros colocados estão localizados em grandes cidades da Ásia.

 

Em primeiro lugar está o bairro de Chūō-ku, em Osaka, cujo aumento na procura de aluguel chegou a 7.471%. Famosa pela área de compras, a região abriga o Castelo de Osaka, uma das principais atrações da cidade. Em segundo, com crescimento de 1.239%, Banglamphu, em Bangkok, na Tailândia, reduto mochileiro conhecido pelos baixos preços da Rua Khao San. Em terceiro, Brickfields, em Kuala Lampur, na Malásia, conhecido pelo expressivo número de residências e de comércios liderados por indianos – neste bairro, o acréscimo nas reservas atingiu 1.231%.

 

Em 9º lugar aparece um bairro de uma cidade brasileira: Meireles, em Fortaleza, no Ceará, cujo aumento na procura chegou a 287% em 2015. Meireles, que abriga uma praia de mesmo nome e o calçadão da Avenida Beira-Mar, está logo ao lado da Praia de Iracema e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, algumas das atrações mais conhecidas da capital cearense.

 

Avenida Beira-Mar, no bairro Meireles, em Fortaleza | Foto por ME/Portal da Copa (CC BY 3.0)
Avenida Beira-Mar, no bairro Meireles, em Fortaleza | Foto por ME/Portal da Copa (CC BY 3.0)

 

De acordo com o AirBnB, 74% desses bairros estão fora das áreas mais centrais das cidades, o que seria uma tendência dos usuários do site, ávidos em procurar por “bairros locais” que permitam uma maior imersão no cotidiano desses centros urbanos.

 

De modo geral, os lugares que aparecem na lista são conhecidos por abrigar galerias e espaços de arte e uma boa cena gastronômica. Segundo o AirBnB, o impacto dos aluguéis nessas áreas é positivo, já que 42% das pessoas tendem a gastar dinheiro nos bairros onde se hospedam.

 

Confira a lista dos 16 bairros tendência e seus percentuais de crescimento:

 

Chuo-ku, Osaka, Japão – 7.471%;

Banglampoo, Bangkok, Tailândia – 1.239%;

Brickfields, Kuala Lumpur, Malásia – 1.231%;

Capucins, Bordeaux, França – 966%;

Koukaki, Atenas, Grécia – 801%;

Triana, Sevilha, Espanha – 774%;

Hammerbrook, Hamburgo, Alemanha – 418%;

Kaneohe, Oahu, Estados Unidos – 324%;

Meireles, Fortaleza, Brasil – 287%;

Roma Sur, Cidade do México, México – 279%;

Oak Lawn, Dallas, Estados Unidos – 264%;

Poncey-Highland, Atlanta, Estados Unidos – 242%;

Distrito VII, Budapeste, Hungria – 148%;

Península de Bukit, Bali – 134%;

Richmond, Melbourne, Austrália – 126%;

Constitución, Buenos Aires, Argentina – 125%.

 

Saiba mais:

The Guardian

Compartilhe por aí

Sobre o autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima